Ponto de Referência

A importância de as marcas ficarem atentas aos novos comportamentos do consumidor no pós-pandemia

Nesse ano de 2020 tudo foi e está sendo diferente. Com o novo cenário, as marcas enfrentam o desafio de entender as mudanças e se reposicionarem, reagindo às atitudes dos clientes, fazendo mais com menos e todos da equipe na mesma direção sabendo o que precisa ser feito, ouvindo e percebendo o que o cliente quer neste momento.

Durante o tempo que foi necessário o cliente ficar em casa, tudo foi adaptado para a rotina de trabalho, estudos e convívio familiar. Um novo comportamento foi surgindo, vivendo experiências externas dentro de sua casa, esse movimento fez com que marcas também entrassem nesse movimento de entender como criar novas experiências onde quer que o cliente estivesse, tornando os acessos mais convenientes, mais serviço de delivery, mais comunicação direta, fazendo com que o digital e as plataformas entrassem em cena fortemente.

Nesse movimento de mudanças, o cliente começou a valorizar a importância dos serviços dos profissionais essenciais, o esforço de pessoas reais e sua contribuição para o bem comum. O novo comportamento está afetando as famílias de diversas formas, inclusive, economicamente. Esse fator faz com que o público repense o que realmente é essencial e ao mesmo tempo fique mais sensível em consumir.

O cliente quer respeito acima de tudo, valorizar suas escolhas, entender o seu gosto, sua preferência, e ajudá-lo a todo momento sendo presente, ágil e flexível.

Clarificar o posicionamento da marca, confirmar o propósito, facilitou a vida do cliente, deu mais força em todos os sentidos. Conectando com o cliente sempre, fazendo o que o cliente quer, como ele quer e quando ele quer, fez entender como é possível para uma marca ter um impacto positivo maior na vida das pessoas.

O Cliente com mais tempo em casa e sabendo o que o quer, está mais disposto a testar novos hábitos e criar produtos ou soluções para o dia a dia. Esse movimento pode acelerar as inovações e possibilidades criativas para a rotina e o desejo de conexão para reforçar o relacionamento.

Foi o ano das conexões, onde as tecnologias ganharam força, porém só ganhou presença de mercado quem capacitou a equipe que estava do outro lado com as novas normas de convivência e segurança, ouvindo, prestando o serviço, seguindo os novos processos com muita acreditação, alma e fazendo um show de entrega.

Avatar
Luciana Falcão Franco [email protected]

Seja o primeiro a comentar!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dúvidas? Fale com a gente pelo

Whatsapp!