Ponto de Referência

Uso de máscaras e os conflitos no varejo na retomada

A não adesão pelo cliente às regras de ouro da prevenção da pandemia é mundial. Nos Estados Unidos isso se tornou uma guerra que está tirando o sossego de quem trabalha em lojas. Os funcionários têm que fazer um grande esforço para convencer os clientes a cumprirem o que a lei manda.

O problema se espalhou tanto que a NRF criou um curso online para os lojistas sobre como lidar com um assunto que deveria ser muito mais simples. Mas não é. Prepare seus times para essas ocasiões. Elas acontecem toda hora no Brasil.

 

No treinamento online, “um dos principais cenários é em torno de um funcionário pedindo a um cliente para usar uma máscara, e ele reage”, disse Adam Lukoskie, vice-presidente da Fundação NRF, braço sem fins lucrativos do grupo comercial. “Há outro cenário em que uma mãe e um filho estão lá e estão chateados porque este senhor não está usando uma máscara, então o funcionário tem que ajudar a fazer as pazes.” Algumas sugestões para ajudar:

 

Tenha mascaras para oferecer

Se uma pessoa entra sem a mascara, pode ser que ela tenha esquecido de levar ou tenha tido algum problema com ela. De o beneficio da duvida. Treine sua equipe a oferecer uma mascara quando for preciso.

 

Crie uma comunicação eficiente

Nas redes socias, na loja física e no discurso dos funcionários as informações devem ser claras e baseadas em dados concretos. Ou seja, o Cliente deve saber que todas as medidas estão sendo tomadas para garantir a saúde de todos no local.

 

Crie um embaixador da saúde na equipe

Tenha uma pessoa no time responsável por disseminar essas informações e atuar nos casos necessários com muita calma e cautela.

 

Fonte: NY Times

Avatar
Equipe Ponto de Referencia [email protected]

Seja o primeiro a comentar!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dúvidas? Fale com a gente pelo

Whatsapp!