Ponto de Referência

Selfridges se rende e lança sua primeira coleção de Moda de Aluguel

A loja de departamentos Selfridges fez uma parceria com a plataforma de compartilhamento de guarda-roupa HURR, para lançar sua primeira coleção de aluguel de moda de alta qualidade.

A Selfridges Rental Collection que foi lancada em 17.08, oferece aos clientes a chance de alugar mais de 100 peças cuidadosamente selecionadas de mais de 40 marcas, incluindo Zimmermann, Cecilie Bahnsen e Emilia Wickstead, tanto na loja física como online.

“Há uma conexão significativa entre a Selfridges e o cliente da HURR, que está procurando as últimas tendências e inovações na moda”, disse Victoria Prew, CEO da HURR. “O aluguel permite que os clientes tenham acesso à alta costura a preços de fast fashion. Nosso objetivo é desacelerar o fast fashion e eliminar a necessidade de comprar itens de uso único.

“A coleção de aluguel é o híbrido perfeito, fornecendo a necessidade de novidades – que o modelo fast fashion oferece– de uma forma mais acessível e sustentável.”

Cada aluguel tem o preço de uma fração do RRP, ou preço de varejo recomendado, de seu designer e estará disponível por quatro, oito, dez ou 20 dias.

O novo serviço também é uma contribuição orgulhosa para o Project Earth, uma importante iniciativa de sustentabilidade que se baseia nos passos industriais que a Selfridges deu nos últimos dez anos para colocar a sustentabilidade no centro de seus negócios.

“Junto com a nossa oferta de varejo online e de loja física, este novo serviço abre uma nova maneira para nossos clientes experimentarem a moda de luxo, ao mesmo tempo que encoraja total flexibilidade –maximizando oportunidades e minimizando desperdícios”, comenta Sebastian Manes, diretor-executivo de compras e merchandising da Selfridges.

Com o mercado de aluguel e revenda impulsionado pelas gerações Y e Z, o projeto se torna um movimento de negócio inteligente para todos os envolvidos.

A lealdade desse grupo demográfico ao meio ambiente e às empresas socialmente responsáveis ​​já provou ser um fator significativo para impulsionar o comportamento de compra e, para contribuir com a mudança em direção a uma nação de consumidores mais conscientes, as marcas precisam ir além das iniciativas emergentes de sustentabilidade para mudar fundamentalmente a maneira como eles fazem negócios no dia a dia.

A Selfridges também sabe disso. O primeiro contato da loja com aluguel (também com a HURR, teste lançado pouco antes do fechamento de estabelecimentos por conta das medidas de isolamento social, em fevereiro) foi um sucesso com a multidão do Instagram, novidade animadora para os sempre inovadores #looksdodia.

“Após o início do isolamento social, testemunhamos mais demanda do que nunca por marcas de moda contemporânea e de luxo que buscam incorporar o aluguel em seu modelo de negócios”, acrescenta Prew.

“Já se foram os dias em que o aluguel parecia canibalizar as vendas. Na verdade, ele faz o oposto – é um fluxo de receita adicional, parte de um compromisso contínuo da marca com a sustentabilidade, e a HURR também abre portas para um público milenar, altamente engajado na sustentabilidade e no consumo consciente.”

Fonte: Forbes

 

Avatar
Equipe Ponto de Referencia [email protected]

Seja o primeiro a comentar!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dúvidas? Fale com a gente pelo

Whatsapp!