Ponto de Referência

Eu, Vendo Diferente

Vida nova dois anos depois de uma cirurgia que me deixou uma sequela na visão

Eu, vendo diferente.
Não do verbo vender. Do verbo ver. Um susto.

Depois de dois tumores malignos resolvidos sem sequela, apareceu um tumor benigno. Meningioma.

Confesso que a palavra benigno me fez mais tranquilo e esperançoso quanto ao desfecho do episódio.

Quando tive o primeiro tumor fui incentivado pelo meu médico, Daniel Tabak, a falar sobre o assunto.
Criei um blog – Cura do Ed.
Falei muito sobre tudo que passei. E passou.
Virou Curado Ed. E depois de quimio e rádio lá se foi o invasor.

Vida que segue, apareceu meses depois uma depressão, que aprendi que faz sofrer mais que o próprio tumor.
Com ajuda de psiquiatra competente, entrei em equilíbrio de novo.

Nunca parei de trabalhar. Havia dias pós quimio que eu estava em São Paulo com meus amigos da Mapfre, onde estava fazendo um projeto, e pronto.

Eles até me diziam que a minha cor variava de branco a roxo durante o dia mas a cabeça funcionava bem.

O susto passou e anos depois tive um outro susto com uma colonoscopia que revelou um pólipo maior do que o possível de ser retirado no procedimento e acabei tendo que fazer uma cirurgia para retirada. 30 cm de intestino.
No meio do caminho uma intercorrência que quase resultou numa septicemia. Se não fosse uma intervenção da Martha, mina mulher e anjo da guarda, alardeando o tamanho da dor que eu estava sentindo e convocando os médicos, poderia ter morrido. Não morri. Passou. Depois de retirar mais 10 cm de intestino.

Anos depois a visão do olho esquerdo ficou turva. Do oftalmologista ao neuro, diagnóstico: o tal do meningioma.

A retirada dele afetou os nervos óticos. Deixou uma sequela. O lado esquerdo manteve apenas a visão do quadrante superior direito. O lado direito tudo menos o quadrante superior direito.

Como resultado a sensação é que eu veja com um insulfilme na frente que causa uma opacidade que escurece a visão que eu tenho da vida. E um pouco de diplopia.

Muita dificuldade para ler. Mas com acesso a celular com configurações especiais, comprador e telas. Tudo que mantém minha possibilidade de trabalhar viva.

Como passei de achar que iria ficar cego a um cara que está vivo e produzindo como muita gente me percebe hoje?

Primeiro e principalmente tendo ao meu lado uma pessoa ou será uma benção de Deus, muito diferente.
Martha, que é incansável. Ela, que dedicou uma vida a varejo e me ensinou muito sobre o tema, resolveu fechar o pet shop que tinha há mais de 25 anos e ficar do meu lado. Se tornou minha diretora de marketing, já era diretora financeira. E acorda todo dia sorrindo pra mim e impedindo que eu tenha qualquer atitude que não seja seguir em frente. Não é a toa que ela é Angela. Anjo. Impressionante. Falo com a maior tranquilidade que sem ter ela do meu lado não estaria vivo.

Tenha a palavra vivo, o sentido que tiver, estaria muito menos vivo sem a Martha.

Fui em frente, com filhos que me acompanharam em momentos críticos. Claro, com a limitação de terem que cuidar dos netos que vieram preencher a perda que tive de pais e irmãs – todos – nesses anos.

E amigos voluntários, que nas horas mais duras se tornam mais próximos. Dádivas de Deus.

Como estou me adaptando – palavra que o Tom, sogro do Rodrigo, vô da Nina, me acendeu na primeira visita que fez pra mim.

Do dia a dia, que faz o cérebro se adaptar de um jeito mágico, à aula que tive com o Antonio Carlos Grandi, que não enxerga e me ensinou ferramentas sem as quais eu estaria muito mais limitado.
Aplicativo NVDA que narra muito melhor que o narrador do Windows o que está na tela. Eye D Pro, um app do smartphone que lê páginas de livro e narra imediatamente.
O @voice aloud, app que narra pdf e sites em voz alta como o nome dele diz.
O smarphone tem que ter letras maiores e a acessibilidade usada a pleno.
A assistente do Google é minha parceira eterna.

Pronto. É isso. Tenho tido uma força enorme de gente que acredita na nossa possibilidade de ajudar.
Conto com eles para continuar a viver e trabalhar.

De verdade nunca produzi tanto conteúdo. Textos, vídeos, palestras para ajudar muita gente a evoluir nas coisas que eu aprendi e posso ensinar.

Deus existe. Está sempre perto. Mas não custa ajudar.

Faça diagnósticos, check ups. Você vai dar chance à medicina que agradece.
É muito mais provável que você seja curado ou não fique doente com antecipação.

Se perceber uma tristeza que se mantém, que vem de dentro pra fora. Vá ao terapeuta, se for o caso ao psiquiatra. Não despreze esses sinais.

Eles são avisos de Deus para você se cuidar. E, eu rezo para que você tenha uma pessoa que conviva com você num nível de doação como eu tenho a minha Martha.

E mais, tomara que eu faça por merecer tudo que ela faz por mim. Como pagar?
Retribuir carinho, agradecimento e rezar muito para que Deus complete com saúde, felicidade e realização.
Estou tentando melhorar todo dia. Na vida profissional sim, mas muito mais em doar a quem convive comigo e me ajuda a viver vendo diferente o que eu puder.

Quem precisar das ferramentas que eu aprendi é só me enviar um whatsapp: (21) 99961-6997.

Obrigado Deus.

 

 

 

Edmour Saiani
Edmour Saiani [email protected]

Edmour Saiani é sócio-fundador da Ponto de Referência e especialista em Gestão de Atendimento, Inovação e Tendências.

Comments: 21

  • Avatar
    claus jorge suffert 19 de agosto de 2019 20:15

    Que relato impressionante! Irrea!
    Fui lendo e achando que não era verdade…
    Vou ter que ler novamente, estou perplexo!

  • Avatar
    Simone Simon 18 de agosto de 2019 22:28

    Edmour,
    Eterno Guru!!!
    Grande exemplo a sua coragem, muito lindo o seu relato.
    Sua determinação é pura inspiração.

  • Avatar
    Silvina devoto 17 de agosto de 2019 19:49

    Que lindas palabras Edmour!!!
    Fue muy lindo conocerlos en Rituaali.
    Y qué importante es agradecer y ayudar a otros!!
    Y estar acompañado por Martha es una bendición de Dios!
    Les mando un abrazo
    Grande!! Silvina

  • Avatar
    Marcelo Lima Verde 17 de agosto de 2019 09:21

    Edmour, meu querido. Você sempre foi um cara fora da curva. Todas essas adversidades, muito sofridas, o fizeram melhor ainda. E a Martha, merece mesmo todas as suas declarações de amor e gratidão. Não somente pelo que ela faz por você, mas pelo que ela é. Beijo enorme aos dois.

  • Avatar
    Terence Talbot 17 de agosto de 2019 09:20

    Grande Edmour
    Parabéns pela atitude positiva, de olhar através das imensas dificuldades e provações que a vida lhe atirou e ter a capacidade de reconhecer o apoio de quem está ao seu lado e enxergar o lado positivo das coisas.

    Sou seu fã desde sempre. Um abraço fraterno pra você meu amigo.
    Terence

  • Avatar
    Abrahão Zuckerman 16 de agosto de 2019 10:37

    Abraço afetuoso !!

    Zuca

  • Avatar
    Claudia Novaes 15 de agosto de 2019 16:53

    Que beleza de depoimento. Parabenizo sua esposa, mas grande mérito é a sua vontade de viver.

  • Avatar
    Paulo Frigori 15 de agosto de 2019 09:00

    Grande Edmour,
    Amigo e irmão de longa data…

    Não soube dessa etapa tão difícil pela qual vc passou, mas me alegra muito lendo agora seu relato ver que o amigo conseguiu enfrentar toda essa turbulência de forma tão corajosa, com muita fé e com o inestimável apoio da família, demonstrando-nos a possibilidade de superar e adequar-se a qualquer situação em nossas vidas, por mais limitantes que sejam.
    Isso é maravilhoso e sem dúvida deve tê-lo transformado numa pessoa ainda muito mais forte e melhor do que sempre foi.
    Obrigado por partilhar conosco, creia que isso nos faz relevar em muito nossos próprios problemas e enquadrá-los numa perspectiva muito mais adequada e confiante. Uma verdadeira lição de vida e de apoio a todos que porventura estejam enfrentando também situações difíceis em suas vidas.
    Um forte abraço meu irmão (Paschoal, de Ribeirão).

    • Avatar
      Norberto Ferrari 17 de agosto de 2019 13:57

      Edmour, você é um herói! Passar por todas essas dificuldades e continuar vislumbrando o amanhã é um exemplo de tenacidade, persistência e confiança. Desejo que você continue superando a todas as fases adversas e que siga produzindo e aperfeiçoando as coisas boas a que você se dedica.

  • Avatar
    Maria Ester Soares 14 de agosto de 2019 19:04

    Edmour, seu relato é de uma força e de uma vitalidade que deixa a certeza que vc ta bem, de bem com vc mesmo e com a vida. Grande abraço, Maria Ester

  • Avatar
    Mario David 14 de agosto de 2019 17:36

    Amigo Edmour. Nossa, não sabia que você tinha passado por tudo isso. Parabéns pela sua força, que na verdade você sempre teve.
    Grande abraço
    Mário David

Postar um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.