Redesenho do futuro do trabalho

Dando inícios aos movimentos de compartilhar as colheitas que faço a partir do ecossistema que eu escolho me alimentar, elegi começar falando de um dos temas que considero um dos mais significativos e que mais me deixam curiosa: o redesenho do trabalho.

Não que eu, ou qualquer um dos que ouvi, assisti, li e conversei, saibam o que acontecerá, mas existem algumas visões que dão pistas sobre o futuro do trabalho.

Que o trabalho vai precisar ser redesenhado, certamente ninguém duvida. Já tem muita mudança em movimento e assim seguirá.

A equação mais comum nos ambientes corporativos ainda é: comando – controle – medo. Agora vamos parar para pensar um pouquinho? O mundo na velocidade que está, com as empresas precisando cada vez mais se manterem competentes e competitivas, do que mais precisam é de inovação. Só que a cultura do medo não gera nem inovação e muito menos resultado sustentável. Vamos repensar?

Bem-estar é sim aliado da produtividade. Penso que talvez o aliado mais provedor porque se me sinto bem, tudo vai bem. É assim com cada um de nós, certo?

Ninguém quer perder qualidade de vida para ter benefícios, sejam eles quais forem. É importante atentar para o fato de que hoje as pessoas querem outras coisas da vida.

Emoção não pode ser exceção. Fazer parte de um ambiente com segurança psicológica, com espaço para escuta e consideração, eleva a produtividade e a vontade de quem está, querer continuar fazendo parte.

Olha como normalizamos perder o estado de presença? Estamos cada vez mais touch screen e menos touch skin. Talvez por isso ainda reconhecemos pouco os sinais dessa revolução silenciosa. Não estamos no presente!

Fato é que hoje – e cada vez mais – as pessoas querem outras coisas da vida. Entenderam que trabalho é também formador de subjetividade porque produzimos existência enquanto trabalhamos.

Querem ambientes onde tenham segurança psicológica; querem ser ouvidas e consideradas e não necessariamente promovidas. Sim! Já percebeu como é comum o hábito de avaliar mal alguém que não deseja ser promovido? As pessoas estão acordando para o fato de que uma promoção pode gerar sobrecarga, provavelmente terá que enfrentar desafios para os quais não foram treinados muito menos acompanhados e isso esgota o desejo de fazer parte.

Gente é o mais importante e todos são importantes. Empresas que honram essa premissa de forma aplicada, sem sombra de dúvidas, já levam vantagem por estarem considerando os fatores certos.

Pesquisar

Guias

Banner fixo

Pense bem
antes de entrar

sua vida vai se transformar
depois que você conhecer
a gente!

Não se vá ainda!

Inscreva-se e fique por dentro de tudo que pesquisamos e aprendemos. Compartilhar com você será uma honra.

× Como Posso Te Ajudar?