Ponto de Referência

3 características indispensáveis de um bom líder

Uma boa empresa pode oferecer um bom emprego: ter um bom ambiente de trabalho, boa remuneração e oportunidades.

Mas, quando encontramos um líder com IGP- Interesse Genuíno em Pessoas- que reconhece, incentiva e desafia a equipe, ele proporciona empregabilidade.

Isso faz com que cada um na equipe dê o melhor de si e trabalhe sempre com todo o gás.

Natural então falarmos um pouco dessas pessoas, já que não viraram líderes à toa, mas que trabalharam muito para exercer uma liderança cada vez melhor.

Importante lembrar de duas coisas:

1. Ninguém acredita mais que líder já nasce feito e que não se aprende a ser líder;

2. O tipo de liderança também deveria ser parte da cultura organizacional. Não deveria haver um presidente líder tipo Y, um diretor tipo X, outro diretor Z e assim por diante.

A verdadeira moeda da liderança é o tempo que o líder investe na equipe!

O líder tem que equilibrar a quantidade de tarefas e dedicar a maior parte do seu tempo para cuidar do seu pessoal. Sem isso não há liderança que promova os resultados esperados.

Pensando nisso, trouxe aqui 3 atitudes para a boa formação de um líder.

Doce ou agridoce

Qualquer equipe se divide em: Pessoas que dão resultado mesmo que a gente não esteja por perto e aquelas que precisam que a gente fique dando toques com mais frequência.

O ideal é ter pessoas mais autotudo. Automotivadas, autocontroladas, autodisciplinadas.

Mas nem sempre é possível. Além de demandar tempo e dedicação do líder.

O líder pode ter diferentes atitudes com o seu pessoal: doce ou agridoce.

O senso de justiça faz com que ele tenha a nobreza de elogiar quem se destaca e faz a diferença, e ajudar a quem precisa, dar colo ou um trancozinho em quem está conflito e, de preferência, não manter na equipe pessoas que não mereçam.

Catalisando os craques

Com pessoas que já sejam nota dez, cabe a ele catalisá-las para que elas possam melhorar mais ainda.

Se você elogia os craques e os instiga a melhorar, está evitando que as pessoas se sintam desprestigiadas pela falta de reconhecimento e também evita que eles entrem na zona de conforto.

Facilitando os bons

Quem é bom merece que o líder seja facilitador de suas ações. Ao chegar perto de um bom, pergunte como vão as coisas, fale com ele sobre formas de fazer o trabalho que ele pratica, pergunte se ele gostaria de ajudar alguém a aprender a fazer como ele faz. E elogie, porque ele merece.

Dica bônus: Quem ainda não é bom, ou não está bem, merece que o líder cuide do problema pelo qual a pessoa está passando.

Estudos recentes apontam que os líderes precisam reforçar a mensagem de que seus craques não devem ser somente reconhecidos por realizações passadas, mas também pelo quanto podem contribuir para o futuro.

Quer saber mais sobre as atitudes que todo bom líder precisa ter? Clique aqui e baixe o e-book que preparei de graça para você!

Até a próxima,

Edmour Saiani

 

Edmour Saiani
Edmour Saiani [email protected]

Edmour Saiani é sócio-fundador da Ponto de Referência e especialista em Gestão de Atendimento, Inovação e Tendências.

Comment: 1

  • Rosana Figueiredo Feminino Santos 9 de agosto de 2018 23:04

    Usarei todas essas dicas no meu dia a dia obrigado

Postar um Comentário